segunda-feira, 9 de novembro de 2009

A Segurança Mediúnica


Um Ligeiro Exame do Fenômeno Mediúnico


"O fenômeno mediúnico, para expressar-se com segurança, exige toda a complexidade do mecanismo fisiopsíquico do homem que a ele se entrega, assim como da perfeita identificação vibratória do seu comunicante.

Para o desiderato, o perispírito do encarnado exterioriza-se em um campo mais amplo, captando as vibrações do ser que se lhe acerca, por sua vez igualmente ampliado, graças a cuja sutileza interpenetram-se, transmitindo reciprocamente os seus conteúdos de energia, no que resulta o fenômeno equilibrado.

Às vezes, automaticamente se dá a comunicação espiritual, produzindo o fato mediúnico, ora por violenta injunção obsessiva, e, em oportunidades outras, por afinidades profundas, quando a ocorrência é elevada.

Seja, porém, como for, sem o contributo e a ação do perispírito, o tentame não se torna efetivo.

Desse modo, o conhecimento das propriedades do perispírito é de vital importância para quantos desejam exercitar a mediunidade, colocando-a a serviço dos ideais enobrecedores.

Penetrabilidade, elasticidade, fluidez, materialização, depósito das memórias passadas, entre outras, oferecem compreensão e recurso para melhor movimentação dessas características, algumas das quais são imprescindíveis para a execução das tarefas, no fenômeno do intercâmbio espiritual.

Quando se trata de entidade portadora de elevadas vibrações mais sutis que as habituais do médium, este, pelas ações nobres a que se entrega, pela oração e concentração em que se fixa, libera-se das cargas mais grosseiras e sutiliza a própria irradiação, enquanto o Benfeitor, igualmente concentrado, condensa, pela ação da vontade e do pensamento, as suas energias até o ponto de sintonia, proporcionando o fenômeno de qualidade ideal.

Em casos especiais, nos quais seres muito elevados ou grotescos, nos extremos da escala vibratória compatível com a vida na Terra, se vêm comunicar, os Mentores, que mais facilmente manipulam as energias, tornam-se os intermediários que filtram as idéias e canalizam-nas em teor mais consentâneo com o campo sensitivo, ocorrendo o ditoso fenômeno da mediunidade disciplinada.

O fenômeno mediúnico, portanto, a ocorrer no campo de irradiação do espírito através do perispírito, está sempre a exigir um padrão vibratório equivalente, que decorre da conduta moral, mental e espiritual de todo aquele que se lhe faça candidato.

Certamente, como decorrência do campo perispiritual, diversos núcleos de vibrações, nos quais se fixa o espírito ao corpo, bem como face ao mecanismo de algumas das glândulas de secreção endócrina, apresentam-se as possibilidades ideais para o intercâmbio espiritual de natureza mediúnica.

Assim havendo constatado, foi que o Codificador do Espiritismo, com sabedoria que a faculdade "é simplesmente uma aptidão para servir de instrumento, mais ou menos dócil aos Espíritos em geral" e que os médiuns "emprestam o organismo material que falta a estes para nos transmitirem as suas instruções".


Manoel Philomeno de Miranda (espírito)

Psicografia de Divaldo Pereira Franco

2 comentários:

Pensadora disse...

Nossa!!! Amei esse Post!!!
A Foto me ajudou muito a ter uma noção do que ocorre!
Estou amando seu Blog!!!
Muito obrigada mesmo!!
Bjs

Carlos Pereira disse...

Mutio grato estamos nós pela sua visita e por suas palavras.
Seja sempre bem-vinda !

Abraço fraterno,

^