segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Efemérides (18 a 20/02)



18/02/1891 - É fundado, pelo Dr. Bezerra de Meneses, o Grupo Espírita Regeneração (GER).

O Grupo Espírita Regeneração foi fundado pelo Dr. Bezerra de Menezes no dia 18 de fevereiro de 1891, nas dependências da Federação Espírita Brasileira.

Na oportunidade, era objetivo do Grupo reunir-se para estudar as obras do pentateuco Kardequiano e os Quatro Evangelhos de Roustaing. Mas, e principalmente, para realizar sessões mediúnicas, objetivando esclarecer irmãozinhos desencarnados que haviam sido adversários implacáveis do espiritismo, principalmente os clérigos e os materialistas que publicavam, quando encarnados, autênticas diatribes contra a doutrina espírita e os seus seguidores. Há indicações de que os confrades Bittencourt Sampaio, Antonio Luiz Sayão, Frederico Junior, Pedro Richard, Manoel Seve, José Ramos, Matos Cid e outros acompanhavam o nosso Bezerra, nas sessões mediúnicas de amparo aos espíritos sofredores.

Bezerra de Menezes manteve-se na direção do Grupo até 11 de abril de 1900, quando desencarnou. O Grupo continua atuante como uma organização religiosa sem fins econômicos e com objetivos assistenciais até a atualidade.

Saiba mais acessando aqui.




18/02/1943 - Desencarna Inácio Bittencourt, médium curador espírita.

Nasceu em 19 de abril de 1862, no Arquipélago dos Açores (Portugal), e desencarnou no Rio de Janeiro a 18 de fevereiro de 1943. Aos 20 anos de idade inteirou-se da verdade espírita.

Bastante enfermo e desesperançado, foi levado à presença de um médium chamado Cordeiro, no Rio de Janeiro, e, graças ao auxílio espiritual recebido, teve a sua saúde completamente restabelecida e seguindo a recomendação do médium começou a estudar "O Evangelho Segundo o Espiritismo" e "O Livro dos Espíritos" Bittencourt seguiu o conselho e, desde logo, com grande surpresa e naturalidade, percebeu nele algumas faculdades mediúnicas, procurou então integrar- se na tarefa de divulgação evangélica e de assistência espiritual aos mais necessitados.

Fundou a 1 de maio de 1912, o semanário "Aurora", em 1919 fundou o "Abrigo Tereza de Jesus", tradicional obra assistencial até hoje em pleno funcionamento, fundou o Centro Cáritas, juntamente com Samuel Caldas e Viana de Carvalho. Ajudou a criar e presidir diversas outras entidades espíritas de amparo aos menos favorecidos e apoio à divulgação da Doutrina.

A mediunidade receitista e curadora de Inácio Bittencourt mereceu diversas opiniões.

Inácio Bittencourt foi um exemplo vivo de virtudes elevadas.



20/02/1822 - Desencarna em Salvador, Bahia, a freira Joana Angélica de Jesus. Hoje, como Joanna de Ângelis, trabalha em favor da Humanidade, pelo médium Divaldo Pereira Franco.

20/02/1882 - Instalada em Londres a Sociedade de Pesquisas Psíquicas, que contou com os mais famosos cientistas da época entre seus membros.

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Efemérides (16 a 17/02)



16/02/1947 - Jésus Gonçalves, fundador da Sociedade Espírita Santo Agostinho, dentro de um leprosário, desencarna no Hospital Colônia de Pirapitinga. Era também vítima da hanseníase.


Jésus Gonçalves (Borebi, 12 de julho de 1902 - Itu, 16 de fevereiro de 1947) foi poeta, músico e espírita divulgador da doutrina durante fase crítica de sua doença, a hanseníase.

Da Infância aos Casamentos

Jésus Gonçalves ficou órfão de mãe, Josepha Mendes, aos três anos quando ela morreu de um tumor no intestino, e seu pai, João Gonçalves, era um humilde lavrador que pouco tempo tinha para o filho, dessa forma Jésus foi educado por seu tio, Antonio Arruda, na cidade de Agudos. Aos quatorze anos empregou-se como trabalhador braçal na Fazenda Boa Vista, em Borebi. Nesta época começou a aprender música e junto com outros companheiros animavam as quermesses e bailes com a Bandinha de Borebi. Aos dezessete anos foi para a cidade de Bauru, onde frequentou a escola, mas não chegou a tirar o diploma do Ginásio. Casou-se aos vinte anos com Theodomira de Oliveira, que era viúva e já tinha duas filhas. Ainda tiveram mais quatro filhos. Nesta época empregava-se como Tesoureiro da Prefeitura. Em 1930 sua esposa morre por causa de uma tuberculose. Apesar das enormes dificuldades em criar suas seis crianças continuava a tocar e fazia parte da Banda da Prefeitura de Bauru como clarinetista. Atuava também como diretor e ator de teatro na cidade. Apesar de seu pouco estudo apreciava a poesia e prosa, colaborando ativamente nos jornais Correio da Noroeste e Correio de Bauru. Casou-se novamente com uma vizinha sua que lhe ajudava a cuidar das crianças, Anita Vilela.

A Hanseníase

Aos vinte e sete anos foi acometido pela hanseníase. Anita era estudiosa da doutrina espírita e tentava, em vão, esclarecer a mente materialista do ateu Jésus. Nestes tempos os doentes eram obrigados a abandonar seus empregos e viverem isolados da sociedade, trancados em suas casas ou então em leprosários. Aposentado prematuramente, passou a viver em uma moradia cedida temporariamente pela Câmara Municipal de Bauru. Apesar disso continuou a escrever para o Correio da Noroeste. Seu compadre, João Martins Coube, cedeu-lhe o usufruto de um sítio, onde Jésus passou a cultivar melancias e outras frutas. Mas, em agosto de 1933, o Serviço Sanitário recolheu-o, afastando-o do convívio de sua família, e internou-o no Asilo-Colônia Aymorés (atual Instituto Lauro de Souza Lima), em Bauru. Fundou o jornal interno "O Momento ", a "Jazz Band de Aymorés " e a equipe de futebol. Por não receberem grupos artísticos no asilo, fundou também o grupo teatral interno. Jésus sofria muito com problemas no fígado, buscava a transferência para o Hospital Padre Bento em Guarulhos. Mas suas cartas paravam nas mãos do Diretor do Sanatório Aymorés, que não queria perder seu mais ativo e dinâmico interno. Em 1937 conseguiu a transferência, mas não conseguiu chegar até lá, as dores no fígado o obrigaram a parar em Itú, e ali ficou no Hospital de Pirapitinguí. Fundou ali além da "Jazz Band ", a Rádio Clube de Pirapitinguí e um jornal interno, o "Nosso Jornal".

Aceitação do Espiritismo

Em 1943 Anita morreu, e no velório aconteceram diversos acontecimentos mediúnicos de clarividência de alguns colegas seus. Tempos depois Anita envia uma mensagem para ele de uma forma bastante íntima onde Jésus não teve dúvidas da veracidade das informações. Por ser extremamente materialista buscou nos livros espíritas as explicações para o contato. Um dia, às voltas com suas dores no fígado, tirou um pouco de água e colocou em um copo dizendo: Se Deus existe mesmo, dou cinco minutos para que coloque nesta água um remédio que me alivie as dores que sinto. E contou no relógio. Quando bebeu a água sentiu que estava totalmente amarga. Chamou um companheiro que confirmou a alteração da água. E após dois minutos nada mais sentia em dores. Com dificuldades conseguiu recursos junto às comunidades espíritas para a construção do Centro Espírita Santo Agostinho, fundado em 1945. Passou então a atender as incorporações de familiares e desobsessões severas de quem o procurasse, permitindo a estes que voltasses à vida normal. Vinte dias antes de desencarnar, com a doença já tendo lhe consumido todo o corpo, e também as cordas vocais, foi à sessão espírita e para a surpresa das pessoas presentes, fez uma preleção de quase duas horas de elevados ensinamentos evangélicos. Ao término da preleção Jésus simplesmente perdeu novamente a voz. Sofreu muito nos últimos dias, o seu corpo estava completamente deformado pela doença, seu rosto transfigurado e seus órgãos começaram a parar, e lentamente morreu.

Psicografia

Chico Xavier não conheceu pessoalmente Jésus Gonçalves, mas mantiveram correspondência durante dois anos consecutivos. Após sua morte, Jésus passou a se comunicar usando da mediunidade de Chico Xavier. Escreveu poesias, relatou experiências em outras vidas e deixou mensagens evangélicas. Possui poesias publicadas em livros como Parnaso de Além-Tumulo, Chico Xavier Pede Licença entre outros. É de conhecimento na literatura espírita duas reencarnações de Jésus: de acordo com suas próprias revelações, ele relata sua vida na personalidade de Alarico, rei visigodo, no poema "Ante Jesus" e pela mediunidade de Divaldo Franco, Victor Hugo revela que Jésus foi o cardeal Richelieu.



17/02/1927 - Desencarna o grande mestre Johann Heinrich Pestalozzi. Allan Kardec foi seu discípulo.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Efemérides (08 a 15/02)



08/02/1676 — O caridoso Frei Fabiano de Cristo nasce na Aldeia Soengas, Freguesia de São Martinho, Portugal.



08/02/1891 - Nasce em Pernambuco João Pinto de Souza; criou, em 1937, a Hora Espiritualista, programa radiofônico no Rio de Janeiro.

09/02/1877 — Data de fundação da “Associação Espírita Constância”, em Buenos Aires, Argentina.



09/02/1980 - Desencarna, em 1980, Corina Novelino, trabalhadora da doutrina espírita no campo de assistência social.



10/02/1844 — Nasce Sir. William F.Barret, estudioso de fenômenos psíquicos; foi Presidente da “Associação de Investigações Psíquicas”, sediada em Londres.



12/02/1809 — Nasce Abraham Lincoln. Foi presidente dos Estados Unidos e realizava sessões mediúnicas na Casa Branca.



12/02/1929 —Desencarna Albert von Scherenck-Notzing, pesquisador da mediunidade de efeitos físicos.

13/02/1967 — Desencarna, na cidade de Natal (RN), o antigo presidente da Federação Espírita do Rio Grande do Norte, Abdias Antonio de Oliveira.

14/02/1982 — Desencarna, em Recife (PE), o ex-presidente da Cruzada Espírita Pernambucana, Severino Ramos da Fonseca.

14/02/1988 — O médium Divaldo Pereira Franco realiza palestra na cidade de Nova Délhi, Índia.



15/02/1925 — Cairbar Schutel lança a “Revista Internacional de Espiritismo”.



15/02/1926 - Desencarna Gabriel Delanne. A Federação Espírita Brasileira publica seus livros que abordam o aspecto científico da Doutrina: A Alma é Imortal, O Espiritismo perante a Ciência, A Evolução Anímica, O Fenômeno Espírita, A Reencarnação.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Recesso de Carnaval


Prezados leitores,

Hoje começa o nosso recesso de carnaval, onde faremos uma pausa com as postagens retornando normalmente logo após esse período.

Um Carnaval de Paz, alegria e fraternidade para todos!

Carlos Pereira – Manancial de Luz

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Efemérides (06 a 07/02)



06/02/1832 - Realiza-se o casamento de Allan Kardec com a professora Amélie Gabrielle Boudet.




06/02/1837 - Nasce, em Salvador (BA), um dos pioneiros do Espiritismo no Brasil, Julio César Leal.

Filho de Ezequiel Leal e de D. Alexandrina Leal, nasceu na Bahia em 6 de fevereiro de 1.837, desencarnando no Rio de Janeiro, em 22 de novembro de 1.897, vítima de uma febre palustre que contraíra na cidade de Macaé, onde exercia o cargo de inspetor da Alfândega.

Jornalista, poeta, romancista, teatrólogo e polemista vigoroso, foi um dos mais antigos pioneiros do Espiritismo no País. Referindo-se ao talentoso baiano, Sacramento Blake, assim escreveu no volume V do seu "Dicionário Bibliográfico Brasileiro": "Talento robusto, dedicação fervorosa aos trabalhos de gabinete, pena hábil e bem aparada, havia-se ocupado não só da literatura em todos os seus ramos, como também da filosofia, da religião, da política, da história pátria, da legislação e do comércio".

Como espírita, foi, de fato, um dos primeiros no território brasileiro, e sua conversão se dera na capital baiana.

Em 1.869, ele lançava a público, em Penedo (Alagoas), a primeira obra em versos para a Difusão da Doutrina Espírita no Brasil. Intitulava-se: "O Espiritismo - Meditações Poéticas sobre o Mundo Invisível, acompanhadas de uma evocação", com prefácio data de 18 de novembro de 1.869.

Júlio Cesar Leal formou-se em Direito e foi professor de humanidades, não sabemos onde e nem por quanto tempo. Bastante respeitado pela sua cultura e erudição, deixou em várias cidades brasileiras, a elas levado por suas funções de inspetor alfandegário, um nome benquisto e preciosa colaboração intelectual, pois que fora escritor de grande inspiração e orador de largos voos. A sua palavra era fácil e por vezes eloquente, utilizando sempre esses dotes melhor servir a Doutrina Espírita.

Em 06 de julho de 1.881, fundou, na cidade do Recife, o semanário espírita - "A Cruz", o primeiro órgão do Espiritismo em Pernambuco. Era um jornal de quatro páginas, impresso pela Tip. Universal, à Rua do Imperador, n.º 50. Infelizmente, curta foi a sua duração, diante dos intransponíveis obstáculos que se lhe depararam.

Residindo no Rio de Janeiro, Júlio Cesar Leal pertenceu à Assistência aos Necessitados da Federação Espírita Brasileira, que então funcionava à Rua da Alfândega, n.º 342, 2.º andar, ali desenvolvendo, junto a outros abnegados companheiros, amplos serviços de socorro e enfermos do corpo e da alma.

Nos primeiros sete meses de 1.895, presidiu a Federação Espírita Brasileira, num período de grave crise interna que só conseguiu ser ultrapassado quando, com a renúncia dele (J. C. Leal), o Dr. Bezerra de Menezes assumia, a 03 de agosto de 1.895, a direção da referida Casa. Bezerra procurou, desde logo, congregar as forças dispersas, frisando a necessidade de um movimento espírita organizado, com unidade de direção, e demonstrando, ainda, que a Federação preenchia todas as condições para ser o centro da união dos espíritas brasileiros.

Quanto a Júlio Cesar Leal, não terminou ele, naquela Casa, a sua missão, incansável trabalhador que era. Continuou a contribuir com o melhor de seus esforços para que a obra de propaganda prosseguisse ativa e incessante, lançando à publicidade novos livros e pronunciando conferências espíritas em várias Sociedades. Tornou-se um dos diretores efetivos do "Centro da União Espírita de Propaganda no Brasil", reinstalado, em nova fase, em 1.894, aí trabalhando ao lado de Bezerra de Menezes, Augusto Elias da Silva, Ernesto dos Santos Silva, Pinheiro Guedes e outros espíritas de projeção.

Júlio Cesar Leal foi orador de conferência públicas na Federação Espírita Brasileira, colaborando, às vezes, no "Reformador", onde começou a publicar, como fervoroso adepto da Homeopatia, um trabalho intitulado "Electro-homeopatia, suas vantagens sobre os demais sistemas de tratamento médico".

Entre as obras espíritas por ele escritas, destacam-se, além da que já foi aqui mencionada, as seguintes, algumas com várias reedições: "Compêndio de Filosofia Moral", Maceió, 1.872; "Evangelho dos Espíritos. Religião Universal, fundada na verdadeira interpretação e explicação das doutrinas de Jesus-Cristo e seus apóstolos", por J. C. Leal e José Ricardo Coelho Júnior, Recife, 1.881; "A Casa de Deus", romance instrutivo, precedido de páginas científicas, Rio, 1.894; "Padre, Médico e Juiz", Rio, 1.896; "Os Loucos", romance.

O Dr. Júlio Cesar Leal pregou desassombradamente o Espiritismo até o fim de sua existência. E defendeu-o numa época em que os adeptos precisavam ter elevado espírito de desprendimento e verdadeira coragem, sendo por tudo isso digno da posição de relevo que ocupa no movimento espírita nacional.




06/02/1843 - Nasce, na Inglaterra, Frederic William Myers, pesquisador de fenômenos mediúnicos.



07/02/1901 - Desencarne da poetisa Auta de Souza, na cidade de Natal (RN).

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Efemérides (4 a 5/02)

04/02/1876 - O pesquisador Butteroff, da Universidade de S. Petesburg, Rússia, publica, no jornal The Spiritualist, artigo sobre a médium Kate Fox, com observações muito convincentes.

05/02/1876 - Em Manchester, Inglaterra, são apresentadas moldagens em parafina de mão e pés de espíritos materializados por intermédio do médium William Osley.

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Efemérides (1 a 3/02)


Ira Erastus Davenport e William Henry Davenport

01/02/1841 — Nasce, em Buffalo, Estados Unidos, o médium William Henry Davenport.

Foi em 1º de fevereiro de 1842 que nasceu William Henry Davenport em Buffalo, no estado de New York, um dos médiuns conhecidos com os “Irmãos Davenport”. Seu pai foi um descendente dos primeiros colonos ingleses da América. Sua mãe, nascida em Kent, na Inglaterra, veio criança para a América. Os dois foram importantes médiuns de efeitos físicos, tendo experimentados juntos, no ano de 1846, antes mesmo das “irmãs Fox”, as primeiras manifestações e comunicações espirituais que resultaram na codificação espírita no ano de 1857, na França, através de Allan Kardec.



01/02/1856 — Nasce, em Resende, Rio de Janeiro, a professora Anália Franco Bastos, trabalhadora incansável da caridade, tendo fundado diversas instituições para abrigo dos necessitados.



01/02/1905 — Nasce Peixotinho, Francisco Peixoto Lins, na cidade de Pacatuba, Ceará; médium de efeitos físicos, notabilizando-se pelas materializações luminosas.


03/02/1953 — Lançada em São Paulo a “Campanha de Fraternidade Auta de Souza”, na Federação Espírita do Estado de São Paulo.


Nympho Corrêa idealiza e funda a Campanha de Fraternidade


Em 3 de fevereiro de 1953, às 20:00 horas, em uma das dependências da Federação Espírita do Estado de São Paulo, à Rua Maria Paula, 158 (antigo prédio), reuni alguns amigos e apresentei o projeto de como organizar e funcionar uma campanha de rua, cujo nome deveria ser Campanha de Fraternidade. Sendo estudado carinhosamente pelos companheiros, foi aprovada e marcado o seu início para daí a um mês.

E, assim, a 3 de março de 1953, com a proteção dos Espíritos Maiores, o coração cheio de alegria, sem mesmo saber que estaria plantando ali uma grande árvore destinada a dar frutos de tanta beleza, a irradiar-se em múltiplas tarefas, futuro a fora, realizou-se a memorável primeira CAMPANHA DE FRATERNIDADE, na histórica cidade de São Paulo, no bairro de Pinheiros.

“Era preciso chamar o povo em geral à colaboração. Parece-nos que o trabalho pioneiro nesse sentido foi a CAMPANHA DO QUILO, onde os cidadãos eram chamados a colaborar com um quilo de qualquer mantimento.

Não se sabe ao certo a origem da Campanha do Quilo, mas com certeza a primeira Campanha feita em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, visando o amparo aos necessitados, foi a empreendida por Paulo de Tarso em favor da Casa do Caminho, durante as suas viagens. Consta também que Francisco de Assis fazia campanha de rua para depois distribuir com os pobres [...].

“Após vencidas as primeiras lutas chegavam de Pedro Leopoldo, por intermédio de nosso muito querido Francisco Cândido Xavier, os primeiros incentivos do Alto, partido de um coração amoroso, cheio de boa vontade, o de AUTA DE SOUZA, em mensagens encorajadoras, concitando os caravaneiros a se unificarem no trabalho perseverante de levar aos lares a palavra amiga, a mensagem esclarecedora referente à Boa Nova de Jesus e também nos assistindo, nos inspirando e nos amparando nas lutas em prol da continuidade dos trabalhos.

Daí surgiu a idéia de dar seu querido nome à Campanha, passando, assim, a se denominar “CAMPANHA DE FRATERNIDADE “AUTA DE SOUZA” (Bases e regulamento da Campanha de Fraternidade Auta de Souza, 2.ed. p.19).

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Efemérides Espíritas

Com esse especial, o nosso blog inicia o ano relembrando e homenageando as datas importantes que estão registradas na história da doutrina espírita para o mês de fevereiro.

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Férias!


Prezados visitantes,

Comunico a todos que a partir da presente data iniciamos o período de férias em nossos blogs, Manancial de Luz e O Manancialzinho, onde farei uma pausa com as postagens retornando regularmente em fevereiro com novas atualizações.

Agradeço pela atenção e compreensão de todos.

Um abraço fraterno e que Deus os abençoe!

Carlos Pereira – Manancial de Luz

domingo, 31 de dezembro de 2017

Feliz 2018!



Um ano novo começa!


Um novo tempo que se inicia para escrevermos mais um capítulo da nossa história nesse impostergável livro chamado vida!

Que nesse novo tempo a sua história seja plena de bênçãos de Paz, saúde e felizes realizações.

São os votos de,

Carlos Pereira – Manancial de Luz

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

What Child Is This? - Celtic Woman

“Hail, hail, the Word made flesh, the Babe, the Son of Mary!”

O Celtic Woman interpretando a canção de natal “What Child is This?”, um clássico composto por William Chatterton Dix, no ano de 1865. A letra da canção nos exorta a reverencia a Jesus, nascido do ventre de Maria como o nosso salvador.

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

O Homem – Elba Ramalho

"Tudo que aqui Ele deixou, não passou e vai sempre existir."

Uma das mais enternecedoras e belas canções que versam sobre a vida de Jesus na voz da cantora paraibana, Elba Ramalho.

domingo, 24 de dezembro de 2017

Mensagem de Natal

Cartão de Natal

Natal! Nasceu Jesus!


A vida se renova naquele que acredita no amor e na paz como forma de fazer um mundo novo a cada novo dia.

Que você viva um natal de muita paz e amor, e que o natal seja para você todos os seus novos dias!


São os votos de
Carlos Pereira – Manancial de Luz

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Angels We Have Heard On High – Andrea Bocelli

“Christ, the Lord, the newborn King, Gloria, In excelsis Deo.”

“Angels We Have Heard On High” é uma canção de terna beleza que imprime toda atmosfera festiva cristã do natal. Foi composta por James Chadwick, Bispo de Hexham e Newcastle, a partir de uma música francesa intitulada “Les Anges Dans Nos Campagnes”. Na letra anjos cantam glórias em louvor ao nascimento do menino Jesus. Nesse vídeo uma magistral interpretação ao vivo do tenor, compositor e produtor musical italiano, Andrea Bocelli, acompanhado de coral para esse clássico criado originalmente no ano de 1862.

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Então é Natal – Víctor & Leo e Malta

“Então é Natal, a festa Cristã, do velho e do novo, do amor como um todo.”

Versão nacional da canção “Happy Xmas (War Is Over)”, de John Lennon, lançada no ano de 1971 como uma forma de protesto contra a guerra do Vietname e a favor da paz. Tornou-se um marcante tema de natal. No vídeo, acompanhe uma nova roupagem para a música nas vozes de Victor e Leo; e Malta.

^