sábado, 31 de dezembro de 2011

Mensagem de Ano Novo


Amai-vos uns aos outros como eu vos amei (Jo 15:12) - Recados e Imagens para orkut, facebook, tumblr e hi5


Prezado Leitor


Um novo ano que começa é sempre a oportunidade de refletirmos que o passado nos impulsiona vigorosamente a prosseguirmos atrás de melhores dias.


Que esse Ano Novo seja para você um momento de fortalecimento nos ideais do bem, do amor e da Paz e que Deus lhe traga de volta todos esses benefícios, sob a forma de felicidade.



Um Feliz 2012 para você e todos os seus entes queridos !


São os Votos do Manancial de Luz.




Abraços fraternos !


Carlos Pereira

Carta de Ano Bom






















Entre um ano que se vai
E outro que se inicia,
Há sempre nova esperança,
Promessas de Novo Dia...

Considera, meu amigo,
Nesse pequeno intervalo,
Todo o tempo que perdeste
Sem saber aproveitá-lo.

Se o ano que se passou
Foi de amargura sombria,
Nosso Pai Nunca está pobre
Do pão de luz da alegria.

Pensa que o céu não esquece
A mais ínfima criatura,
E espera resignado
O teu quinhão de ventura.

Considera, sobretudo
Que precisas, doravante,
Encher de luz todo o tempo
Da bênção de cada instante.

Sê na oficina do mundo
O mais perfeito aprendiz,
Pois somente no trabalho
Teu ano será feliz.

Não esperes recompensas
Dos bens da vida terrestre,
Mas, volve toda a esperança
A paz do Divino Mestre.

Nas lutas, nunca te esqueça
Deste conceito profundo:
O reino da luz de Cristo
Não reside neste mundo.

Não olhes faltas alheias,
Não julgues o teu irmão,
Vive apenas no trabalho
De tua renovação.

Quem se esforça de verdade
Sabe a prática do bem,
Conhece os próprios deveres
Sem censurar a ninguém.

Ano Novo!... Pede ao Céu
Que te proteja o trabalho,
Que te conceda na fé
O mais sublime agasalho.

Ano Bom!... Deus te abençoe
No esforço que te conduz
Das sombras tristes da Terra
Para as bênçãos de Jesus.


Casimiro Cunha

Do livro Cartas do Evangelho, de Francisco Cândido Xavier, pelo Espírito Casimiro Cunha

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Imagem e Mensagem: Viajantes - Emmanuel

No encerramento das nossas homenagens ao Espírito Emmanuel o destaque vai para o vídeo com a mensagem "Viajantes", produzido pela Vinha de Luz Editora, divulgando o lançamento do audiolivro homônimo, contendo mensagens psicografadas pelo médium Chico Xavier.




quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Mensagens de Emmanuel em Aúdio

As mensagens luminosas do Espírito Emmanuel em aúdio na voz de Paulo Goulart.


Vol.1




Vol.2



Vol.3



Vol.4

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

De Emmanuel para Chico


Duas das grandes lições do mentor Emmanuel ao médium Chico Xavier.

Solidão Aparente

Em meados de 1932, o “Centro Espírita Luiz Gonzaga” estava reduzido a um quadro de cinco pessoas, José Hermínio Perácio, D. Carmen Pena Perácio, José Xavier, D. Geni Pena Xavier e o Chico.

Os doentes e obsidiados surgiram sempre, mas, logo depois das primeiras melhoras, desapareciam como por encanto.

Perácio e senhora, contudo, precisavam transferir-se para Belo Horizonte por impositivos da vida familiar. O grupo ficou limitado a três companheiros.

D. Geni, porém, a esposa de José Xavier, adoeceu e a casa passou a contar apenas com os dois irmãos.

José, no entanto, era seleiro e, naquela ocasião, foi procurado por um credor que lhe vendia couros, credor esse que insistia em receber-lhe os serviços noturnos, numa oficina de arreios, em forma de pagamento.

Por isso, apesar de sua boa vontade, necessitava interromper a frequência ao grupo, pelo menos, por alguns meses.

Vendo-se sozinho, o Médium também quis ausentar-se.

Mas, na primeira noite, em que se achou a sós no Centro, sem saber como agir, Emmanuel apareceu-lhe e disse:

— Você não pode afastar-se. Prossigamos em serviço.

— Continuar como? Não temos frequentadores...

— E nós? — disse o espírito amigo. — Nós também precisamos ouvir o Evangelho para reduzir nossos erros. E, além de nós, temos aqui numerosos desencarnados que precisam de esclarecimento e consolo. Abra a reunião na hora regulamentar, estudemos juntos a lição do Senhor, e não encerre a sessão antes de duas horas de trabalho.

Foi assim que, por muitos meses, de 1932 a 1934, o Chico abria o pequeno salão do Centro e fazia a prece de abertura, às oito da noite em ponto.

Em seguida, abria o “Evangelho Segundo o Espiritismo”, ao acaso e lia essa ou aquela instrução, comentando-a em voz alta. Por essa ocasião, a vidência nele alcançou maior lucidez.

Via e ouvia dezenas de almas desencarnadas e sofredoras que iam até o grupo, à procura de paz e refazimento.

Escutava-lhes as perguntas e dava-lhes respostas sob a inspiração direta de Emmanuel.
Para os outros, no entanto, orava, conversava e gesticulava sozinho...

E essas reuniões de um Médium a sós com os desencarnados, no Centro, de portas iluminadas e abertas, se repetiam todas as noites de segundas e sextas-feiras.


A Inesquecível Pergunta

O “Parnaso de Além Túmulo”, com carinhoso entusiasmo de Manoel Quintão, foi lançado em julho de 1932. E no mesmo mês, o padre Júlio Maria, de Manhumirim, em Minas, no seu jornal “O Lutador”, escreveu áspera crítica, condenando o livro e o Médium.

Dentre outras coisas dizia que o Chico devia possuir uma pele de rinoceronte para caber tantos espíritos.

Os comentários irônicos e as acusações gratuitas eram tantos que o Médium, inexperiente e muito jovem ainda, se sentiu demasiadamente chocado e foi constrangido a buscar o leito.

“Então, a luta era aquela? — pensava, com dor de cabeça. —Valia a pena ser médium e ficar exposto, assim, ao juízo temerário dos outros? Seria justo aguentar aqueles xingatórios quando estava possuído das melhores intenções?”

Por mais de duas horas se via em semelhante contenda íntima, quando viu Emmanuel ao seu lado.

Contou ao Mentor o que se passava e supôs que o espírito amigo o acariciaria sem restrições.

Emmanuel, porém, de pé, com severa fisionomia, falou-lhe firme:

— Mas eu não vejo razão para solenizar este assunto...

— Entretanto, o senhor está vendo... O padre disse que eu tenho uma pele de rinoceronte... — clamou o Médium.

— Se não tem, precisa ter, — disse-lhe o protetor — porque se você quiser cultivar uma pele muito frágil, cairá sempre com qualquer alfinetada e não nos seria possível a viagem da mediunidade nos caminhos do mundo...

— Contudo, temos o nosso brio, a nossa dignidade — acrescentou o Chico — e é difícil viver com o desrespeito público.

Foi então que Emmanuel o fitou com mais firmeza e exclamou:

— Escute. Se Jesus que era Jesus, saiu da Terra pelos braços da cruz, você é que está esperando uma carruagem para viver entre os homens?

Quando ouviu a pergunta, o Chico levantou-se de um pulo e começou a reajustar-se.


Do livro Lindos Casos de Chico Xavier, Ramiro Gama, edição LAKE

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Boas Notícias

Destaque para algumas das notícias positivas que foram divulgadas em sites durante o mês:


Cultura de Paz


Cidade do Saber é premiada por incentivar a cultura da paz

Foi com a Praça do Campo Grande lotada nesta segunda-feira (19/12), que a diretora da Cidade do Saber (CDS), Ana Lúcia Silveira, recebeu das mãos do líder espírita Divaldo Franco, o troféu Você e a Paz. A honraria foi concedida à CDS em reconhecimento ao trabalho que desenvolve desde 2007, incluindo socialmente milhares de moradores de Camaçari, contribuindo assim para a paz na sociedade.

“A educação é fundamental para formar cidadãos e promover a paz, pois no momento em que você ‘tira esses jovens das ruas’, está afastando muitos deles do caminho da violência”, disse Divaldo, que conheceu pessoalmente a Instituição em 2008. Para Ana Lúcia, o prêmio serve de estímulo. “A gente fica muito feliz por esse reconhecimento de Divaldo, que tem uma visão transcendental. Nos impulsiona a fazer um trabalho cada vez melhor com nossos educandos, cultuando a paz e a harmonia”, diz a diretora.

Dentre as centenas de pessoas que marcaram presença na Praça do Campo Grande, em Salvador, a comunidade espírita de Camaçari estendeu faixa parabenizando a Cidade do Saber pela conquista. A cerimônia teve show do cantor e compositor Nando Cordel e contou com a presença de várias personalidades espíritas, a exemplo de Marcel Mariano e Luiz Bassuma.

Além da CDS, foram premiadas também a Instituição Remanso Fraterno, localizada em Niterói- RJ, a TV Supren de Brasília, o Grupo Cultural Olodum e o professor Ubiratan Castro de Araújo. O prêmio foi criado por Divaldo Franco e é associado ao “Movimento Você e a Paz”, lançado em 1998 e difundido no Brasil e outros países; que, nas palavras do próprio Divaldo, propõe “conclamar as pessoas a reflexionar sobre a paz pessoal, no lar, no trabalho, no grupo social, na comunidade, sobre a paz que tomará conta da Terra”.

Reconhecimento – Desde a sua fundação, em 22 de março de 2007, a Cidade do Saber já foi contemplada com os prêmios Top Social Regional 2007, o Top Social Nacional 2008 (como a única instituição do Norte/Nordeste do país), o Troféu Orgulho de Camaçari, o “Onore Al Merito Sociale” concedido pela Associação Italiana Chiara per i Bambini del Mondo e agora, o Troféu Você e a Paz.

Programa social administrado pelo Instituto Professor Raimundo Pinheiro, uma entidade não governamental, qualificada como organização social– a CDS tem a Prefeitura Municipal como principal mantenedora, através das secretarias de Cultura e Esporte. É reconhecida como o mais importante centro de conhecimento e inclusão social do estado da Bahia, através de um complexo integrado de educação, cultura, esporte e lazer que já prestou atendimento a mais de 150 mil pessoas na sede e orla de Camaçari.


Fonte texto e imagem: Cidade do Saber, 20/12/2011


Cidadania


Brasil sem Miséria supera meta e inclui 325 mil famílias em 2011


Ao fazer hoje (20) um balanço do Plano Brasil sem Miséria, que completou seis meses, a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, destacou a superação da meta de localizar, em 2011, 320 mil famílias para serem incluídas no Programa Bolsa Família. Este ano, 407 mil famílias foram identificadas pelo governo federal. Desse total, 325 mil já estão recebendo o benefício. O objetivo é localizar 800 mil famílias até 2014.

“Mas ainda não estamos satisfeitos, pois queremos encontrar essas 800 mil famílias e, ao localizá-las e incluí-las no cadastro, elas terão acesso não só ao Bolsa Família como aos outros programas sociais do governo”, disse a ministra, que participou hoje pela manhã do programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços.

A ministra ressaltou que o balanço de 2011 na área social é “muito positivo”, com o envolvimento da população, dos prefeitos, governadores e empresários no Brasil sem Miséria. “O programa mobilizou todo o país, o que nos faz acreditar que vamos conseguir atingir nossa meta até 2014”, ressaltou.

Segundo ela, a maior dificuldade para atingir a meta de localizar essas 800 mil famílias é que muitas delas estão no meio rural, em localidades de difícil acesso, e outras vivem no meio urbano, mas não têm informação suficiente para chegar até os governos municipais. “Então, nossa dificuldade é mobilizar nossos gestores e levar a população até os serviços públicos.”


Fonte: Agência da Boa Notícia, 21/12/2011


Novo fundo criado pelas Nações Unidas beneficiará pessoas com deficiência

As Nações Unidas, por meio de parceria entre algumas de suas agências, criaram um novo fundo que irá promover os direitos das pessoas com deficiência. A iniciativa visa apoiar os países na melhoria das políticas, na compilação de dados e na prestação de serviços a esse público.

O UN Partnership to Promote the Rights of Persons with Disabilities Fund, lançado este mês, vai facilitar o diálogo entre os governos e as organizações que atendem pessoas com deficiência a fim de estimular uma ação nacional contra a discriminação e a marginalização.

“A constatação de que deficiência e desenvolvimento estão interligados persuadiu os Estados-Membros das Nações Unidas a adotar, em 2006, a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiências,” disse Rebeca Grynspan, Administradora-Adjunta do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), que atuará como Secretária Técnica do Fundo.

“Esse acordo foi um marco fundamental para o movimento dos direitos das pessoas com deficiência e serviu como um instrumento poderoso, possibilitando o que Kofi Annan chamou de uma ‘nova era’, em que pessoas com necessidades especiais não terão mais que lidar com a discriminação e com atitudes que prevalecem há muito tempo. Esse fundo se apoia na promessa da comunidade internacional de acabar com a exclusão social dessas pessoas”, acrescentou Grysnpan.

Mais de um bilhão de pessoas, ou aproximadamente 15% da população mundial, vivem com algum tipo de deficiência, de acordo com o Relatório Mundial sobre Deficiência publicado no começo do ano pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Banco Mundial.

O governo australiano já contribuiu com aproximadamente US$ 2 milhões, sendo que mais contribuições são esperadas nos próximos meses. No lançamento do fundo em Nova York, representantes da Finlândia, da Suécia e do governo do estado de São Paulo também se comprometeram a contribuir com a iniciativa.

As agências da ONU parceiras no fundo são: a Organização Mundial do Trabalho (OIT), o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUR), o Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas (UNDESA), o PNUD, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e a OMS.

Fonte: Viva Pernambuco, 21/12/2011


Economia


Brasil supera Grã-Bretanha e deve se tornar a sexta maior economia mundial


O Brasil deve superar a Grã-Bretanha e se tornar a sexta maior economia do mundo ao fim de 2011, segundo projeções do Centro de Pesquisa Econômica e de Negócios (cuja sigla em inglês é CEBR) publicadas na imprensa britânica nesta segunda-feira (26).

De acordo com a consultoria britânica, especializada em análises econômicas, a queda da Grã-Bretanha no ranking das maiores economias continuará nos próximos anos com Rússia e Índia empurrando o país para a oitava posição.

O jornal The Guardian atribui a perda de posição à crise financeira de 2008 e à crise econômica que persiste em contraste com o boom vivido no Brasil na rabeira das exportações para a China.

O Daily Mail, outro jornal que destaca o assunto hoje (26), informa que a Grã-Bretanha foi "deposta" pelo Brasil de seu lugar de sexta maior economia do mundo, atrás dos Estados Unidos, da China, do Japão, da Alemanha e da França.

Segundo o tabloide britânico, o Brasil, cuja imagem está mais frequentemente associada ao "futebol e às favelas sujas e pobres, está se tornando rapidamente uma das locomotivas da economia global" com seus vastos estoques de recursos naturais e classe média em ascensão.

Um artigo que acompanha a reportagem do Daily Mail, ilustrado com a foto de uma mulher fantasiada sambando no carnaval, lembra que o Império Britânico esteve por trás da construção de boa parte da infraestrutura da América Latina e que, em vez de ver o declínio em relação ao Brasil como um baque ao prestígio britânico, a mudança deve ser vista como uma oportunidade de restabelecer laços históricos.

"O Brasil não deve ser considerado um competidor por hegemonia global, mas um vasto mercado para ser explorado", conclui o artigo intitulado "Esqueça a União Europeia... aqui é onde o futuro realmente está".

A perda da posição para o Brasil é relativizada pelo The Guardian, que menciona uma outra mudança no sobe-e-desce do ranking que pode servir de consolo aos britânicos. "A única compensação é que a França vai cair em velocidade maior".

De acordo com o The Guardian, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, se orgulha da quinta posição da economia francesa, mas, até 2020, ela deve cair para a nona posição, atrás da tradicional rival Grã-Bretanha. O enfoque na rivalidade com a França, por exemplo, foi a escolha da reportagem do site This is Money (Isso é Dinheiro) intitulada: "Economia britânica deve superar francesa em cinco anos".


Fonte: Viva Pernambuco, 26/12/2011

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Mestre e Aprendiz


... E respondendo ao discípulo que lhe pedira ensinasse a orar, disse o Mestre generoso:

Quando rogares amor, não abandones o próximo ao frio da indiferença.

Quando suplicares o dom da fé viva, não relegue teu irmão à descrença ou à tortura mental.

Quando pedires luz, não condenes teu companheiro à perturbação nas trevas.

Quando solicitares a bênção da esperança, não espalhes o fel da desilusão.

Quando implorares socorro, não olvides a assistência que deves aos mais necessitados.

Quando rogares consolação, não veicules o desespero à margem do caminho.

Quando pedires perdão, desculpa os que te ofendem.

Quando suplicares justiça, em favor da própria segurança, não te descuides da harmonia de todos que precisas assegurar ao preço de tua renunciação e de tua humildade, a benefício dos que te cercam.

Se reclamares pela claridade da paz, não entendas a sombra da discórdia; se pedires compreensão, não critiques; se aguardares concurso do Céu, não menosprezes a colaboração que o mundo te pede à boa vontade.

Assim como fizeres aos outros, assim será feito a ti mesmo.

Segundo plantares, colherás.

Não olvides, assim, que a Vontade do Senhor é também a Lei Eterna e que tudo te responderá na vida, conforme os teus próprios apelos.

Vai, pois, e, orando, perdoa e ajuda sempre!...

Foi então que o aprendiz, reconhecendo que não basta simplesmente pedir para receber a felicidade, passou a construí-la através do serviço à felicidade dos outros, compreendendo, por fim, que somente pelo trabalho incessante no bem poderia orar em perfeita comunhão com a Bondade de Deus.


Emmanuel

Do livro Antologia Mediúnica do Natal, de Francisco Cândido Xavier, por Espíritos Diversos.

sábado, 24 de dezembro de 2011

Mensagem de Natal

Natal: 8

Natal!

É nascido o Amor, a Paz e a Esperança.

Que Jesus renove-se a cada dia em nossos corações
fazendo da nossa vida um cântico de felicidade.



Que o Amor seja o Caminho.

Que a Paz seja a Verdade.

Que a Esperança seja Vida.


Um bom Natal para todos !

São os votos do Manancial de Luz.

Abraços Fraternos !


Carlos Pereira

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Emmanuel e suas Obras

Programa exibido pela TV CEI com Antonio Cesar Perri de Carvalho apresentando a video aula sobre Emmanuel (mentor espiritual de Chico Xavier) e suas obras psicografadas.



Parte 1



Parte 2

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Gotas de Luz


Sono e Sonhos


Chama-se emancipação da alma, o desprendimento do Espírito encarnado, possibilitando-lhe afastar-se momentaneamente do corpo físico.

É muito importante a compreensão e o estudo do sono e dos sonhos para um conhecimento mais amplo do fenômeno da emancipação da alma e das experiências vivenciadas pelo Espírito neste estado de liberdade.

"À semelhança da morte, em que o Espírito se liberta com facilidade do corpo mediante conquistas anteriores de desapego e renúncia, reflexões e desinteresse das paixões mais vigorosas, no sono há uma ocorrência equivalente, pois que o ser espiritual possui maior ou menor movimentação conforme as suas fixações e conquistas."

Dormimos um terço de nossas vidas e o sono, além das propriedades restauradoras da organização física, concede-nos possibilidades de enriquecimento espiritual através das experiências vivenciadas enquanto dormimos.

No campo da mediunidade, durante o desdobramento ou emancipação da alma pelo sono natural, os participantes dos grupos mediúnicos desenvolvem tarefas de significativo valor em continuidade às atividades encetadas nas reuniões mediúnicas.

Vários fenômenos mediúnicos poderão ocorrer com a alma emancipada, embora muitos sejam classificados, apenas, como fenômenos anímicos.

"Às vezes, durante o sono ou na vigília, a alma se exterioriza, se objetiva em sua forma fluídica e aparece à distância." É o fenômeno da bicorporeidade.

Durante o sono normal, o corpo perispiritual poderá provocar uma série de fenômenos de efeitos intelectuais, como a psicofonia e a psicografia e também os de efeitos físicos ou objetivos como as aparições, produzir sons, ruídos, etc...

No Livro dos Médiuns, Allan Kardec nos diz :

"As manifestações visuais mais comuns têm lugar durante o sono : são as visões.

- Os sonhos podem ser :

- Uma visão atual das coisas presentes ou ausentes ;

- Uma visão retrospectiva do passado e, em alguns casos excepcionais, um pressentimento do futuro;

- Quadros simbólicos que os Espíritos fazem passar sob nossos olhos para nos dar úteis advertências e salutares conselhos, se são bons Espíritos;
- "Induzir ao erro ou lisonjear paixões, se são Espíritos imperfeitos."

No estado de emancipação da alma, o Espírito se desloca do corpo físico, os laços que o unem à matéria ficam mais tênues, mais flexíveis e o corpo perispiritual age com maior liberdade.

Vamos, neste estudo, evidenciar com maior intensidade, o sonho, suas características espirituais, quando realmente ocorre a emancipação da alma e as horas de sono são aproveitadas para nosso crescimento espiritual através de atividades, estudos e aquisições enobrecedoras.

Sono e Sonhos

Conceitos:


Sono é um estado em que cessam as atividades físicas motoras e sensoriais.

Sonho é a lembrança dos fatos, dos acontecimentos ocorridos durante o sono.

A ciência oficial, analisando tão somente os aspectos fisiológicos das atividades oníricas, ainda não conseguiu conceituar com clareza e objetividade o sono e o sonho. Sem considerar a emancipação da alma, sem conhecer as propriedades e funções do perispírito, fica, realmente, difícil explicar a variedade das manifestações que ocorrem durante o repouso do corpo físico. Alguns psiquiatras e psicólogos já analisam os sonhos como atividades do psiquismo mais profundo.

Assim temos em Freud, o precursor dos estudos mais avançados nesta área. Ele julgava que os instintos, quando reprimidos, tendem a se manifestar e uma destas manifestações seria através dos sonhos. Isto numa linguagem simbólica representativa do desejo.

Adler introduziu em Psicologia o "instinto do poder" . Nossa personalidade gravitaria em torno da autoafirmação, do desejo do domínio.

Jung considerou válidas as duas proposições. Descobriu que nos recessos do inconsciente, existe uma infraestrutura feita de imagens ou símbolos que integram a mitologia de todos os povos. São os arquétipos, reminiscências de caráter genérico que remontam a fases muito primitivas da evolução.

Mas foi Allan Kardec, através da Codificação Espírita, quem, realmente, analisou amplamente os sonhos em seus aspectos fisiológicos e espirituais.

No livro dos Espíritos, Cap. VIII, analisando a emancipação espiritual, coloca o sono como a primeira fase deste fenômeno, que antecede ao sonambulismo e ao êxtase que seriam estados mais profundos de independência pelo desprendimento parcial do Espírito.

Na questão 400, do Livro dos Espíritos, ele indaga aos Espíritos Superiores :

"O espírito permanece voluntariamente no seu envoltório corporal ?"

R : "É como se perguntasse se o prisioneiro está satisfeito sob as chaves. O Espírito encarnado aspira incessantemente à libertação e quanto mais grosseiro é o envoltório, mais ele deseja ver-se desembaraçado."

Na questão 401 :

"Durante o sono, a alma repousa como o corpo ?"

R : "Não. O Espírito jamais está inativo. Durante o sono, os liames que o unem ao corpo se afrouxam e o corpo não mais necessitando do Espírito, ele percorre o espaço e entra em relação mais direta com os outros Espíritos."

Na questão 402, Kardec indaga :

"Como podemos julgar a liberdade do Espírito durante o sono ?"

R : "Pelos sonhos."

E Allan Kardec tece comentários muito importantes acerca dos sonhos, nos quais há uma emancipação da alma, enquanto o corpo repousa.

"O sono liberta parcialmente a alma do corpo."
"O Espírito jamais está inativo."
"Têm a lembrança do passado e às vezes a previsão do futuro."
"Adquire mais poder (pela liberdade de ação delimitada pelo grau de exteriorização) e pode entrar em contato com outros Espíritos encarnados ou desencarnados."
"O sono coloca o homem num estado em que estará de maneira permanente após a morte."
"Enquanto dormem, alguns Espíritos procuram aqueles que lhes são superiores (estudam, trabalham, recebem orientações, pedem conselhos).
"Os Espíritos inferiores irão aos lugares com os quais se afinizam."

Sonhos - Classificação:


Martins Peralva, no livro "Estudando a Mediunidade", propõe a seguinte classificação dos sonhos :

COMUNS = Repercussão de nossas disposições físicas e psicológicas.

REFLEXIVOS = Exteriorização de impressões e imagens arquivadas no cérebro físico e no perispírito.

ESPÍRITAS = Atividade real e efetiva do Espírito, durante o sono.

SONHOS COMUNS: São aqueles que refletem nossas vivências do dia a dia. O Espírito desligando-se, parcialmente, do corpo, absorve as ondas e imagens de sua própria mente, das que lhe são afins e do mundo exterior, já que nos movimentamos num turbilhão de energias e ondas vibrando sem cessar. Nos sonhos comuns, quase não há exteriorização perispiritual. São muito frequentes dada a nossa condição espiritual.

"Puramente cerebral, simples repercussão de nossas disposições físicas ou de nossas preocupações morais. É também o reflexo de impressões e imagens arquivadas no cérebro durante a vigília. (...)"

SONHOS REFLEXIVOS: Há maior exteriorização que nos sonhos comuns. O Espírito registra acontecimentos, impressões e imagens, arquivadas no subconsciente, isto é, no cérebro do corpo fluídico, ou perispírito.

Esses sonhos poderão refletir fatos remotos, imagens da atual reencarnação. Contudo, é mais frequente revivenciar acontecimentos de outras vidas, cujas lembranças nos tragam esclarecimentos, lições ou advertências, se orientados por mentores espirituais.

Poderão os Espíritos inferiores motivarem estas recordações com finalidade de nos perseguirem, amedrontar, desanimar ou humilhar, desviando-nos dos objetivos benéficos da existência atual.

"Nos sonhos reflexivos, o espírito flutua na atmosfera sem se afastar muito do corpo; mergulha, por assim dizer, no oceano de pensamentos e imagens, que de todos os lados rolam pelo espaço, deles se impregna, e aí colhe impressões confusas, tem estranhas visões e inexplicáveis sonhos; a isso se mesclam, às vezes, reminiscências de vidas anteriores (...)"

SONHOS ESPÍRITAS: Há mais ampla exteriorização do perispírito. Desprendendo-se do corpo e adquirindo maior liberdade, a alma terá uma atividade real no plano espiritual. Léon Denis chama a estes sonhos de etéreos ou profundos, por suas características de mais acentuada emancipação da alma.

"O Espírito se subtrai à vida física, desprende-se da matéria, percorre a superfície da Terra e a imensidade onde procura os seres amados, seus parentes, seus amigos, seus guias espirituais ( ... ) Dessas práticas, conserva o Espírito impressões que raramente afetam o cérebro físico, em virtude de sua impotência vibratória."

Nos sonhos espíritas, teremos que considerar a lei de afinidade. Nossa condição espiritual, nosso grau evolutivo, irá determinar a qualidade de nossos sonhos, as companhias espirituais que iremos procurar, os ambientes nos quais permaneceremos enquanto o nosso corpo repousa.

"Quando encarnados na crosta, não temos bastante consciência dos serviços realizados durante o sono físico, contudo, esses trabalhos são inexprimíveis. ( ... ) Infelizmente, porém, a maioria se vale de repouso noturno para sair à caça de emoções frívolas ou menos dignas. Relaxando-se as defesas próprias, e certos impulsos longamente sopitados durante a vigília, extravasam-se em todas as direções, por falta de educação espiritual, verdadeiramente sentida e vivida."

Os Sonhos e a Lei de Afinidade

No livro Mecanismos da Mediunidade, André Luiz nos diz que quanto mais inferiorizado, mais dificuldade terá o homem em se emancipar espiritualmente.

"Qual ocorre no animal de evolução superior, no homem de evolução positivamente inferior o desdobramento da individualidade, por intermédio do sono, é quase que absoluto estágio de mero refazimento físico."

"No animal, o sonho é puro reflexo das atividades fisiológicas ( ... ). E, no homem primitivo em que a onda mental está em fase inicial de expansão, o sonho, por muito tempo, será invariavelmente ação reflexa de seu próprio mundo consciencial ou afetivo."

Estaremos, então, durante o repouso noturno, se emancipados espiritualmente, vivenciando cenas e realizando tarefas afins. Procuraremos a companhia daqueles Espíritos que estejam na mesma sintonia, para realizações positivas, visando nosso progresso moral ou em atitudes negativas, viciosas, junto àqueles que, ainda, se comprazem em atos ou reminiscências degradantes, que nos perturbam e desequilibram.

"Há leis de afinidade que respondem pelas aglutinações sócio-morais-intelectuais, reunindo os seres conforme os padrões e valores nos quais se demoram. Parcialmente liberto pelo sono, o Espírito segue na direção dos ambientes que lhe são agradáveis durante a lucidez física ou onde gostaria de estar, caso lhe permitissem as possibilidades normais."

Os sonhos espíritas, isto é, naqueles que nos liberamos parcialmente do corpo e gozamos de maior liberdade, são os retratos de nossa vivência diária e de nosso posicionamento espiritual. Refletem de nossa realidade interior, o que somos e o que pensamos.

"Dorme-se, portanto, como se vive, sendo-lhe os sonhos o retrato emocional da sua vida moral e espiritual."

Exemplos de Sonhos

A literatura espírita é rica em exemplos e narrativas de sonhos espíritas. Temos nas obras psicografadas por Chico Xavier, Divaldo Pereira Franco e as escritas por Ivone Amaral Pereira, inúmeras descrições destes sonhos.

Neles, vemos a alma emancipada sob a hipnose natural que é o sono, ir a locais e agir por sugestões, as mais variáveis, atraídas sempre aos locais e situações onde se lhe vincula o pensamento. A vontade é direcionada pelo desejo e este age impulsionando a alma na direção do que lhe atrai e constitui motivação principal, na vida íntima.

Nos sonhos, com emancipação da alma, poderemos citar alguns exemplos :

reflexos de nosso cotidiano, de nossas preocupações comuns;
determinatórios (indicando caminhos, dando avisos ou nos advertindo);
premonitórios (prevendo fatos próximos);
proféticos (citados na bíblia);
instrutivos (fornecendo-nos lições enobrecedoras e conhecimentos do plano espiritual);
com experiências negativas;
com perseguições de Espíritos inferiores.

"O sonho é a lembrança do que o Espírito viu durante o sono, mas observai que nem sempre sonhais porque nem sempre vos lembrais daquilo que vistes ou de tudo o que vistes; isto porque não tendes a vossa alma em todo o seu desenvolvimento; frequentemente não vos resta mais que a lembrança da perturbação da vossa partida ou da vossa volta ( ... ); sem isto, como explicaríeis estes sonhos absurdos a que estão sujeitos os sábios como os ignorantes ? Os maus Espíritos se servem dos sonhos para perseguir, atormentar, as almas fracas e pusilânimes."

Recordação dos Sonhos

Na questão 403, do Livro dos Espíritos, Allan Kardec indaga :

"Por que não nos lembramos de todos os sonhos ?"

R : - "Nisso que chamas sono só tens o repouso do corpo, porque o Espírito está sempre em movimento. No sono ele recobra um pouco de sua liberdade e se comunica com os que lhe são caros seja neste ou noutro mundo. Mas, como o corpo é de matéria pesada e grosseira, dificilmente conserva as impressões recebidas pelo Espírito durante o sono, mesmo porque o Espírito não as percebeu pelos órgãos do corpo."

Algumas considerações em torno da resposta acima :

No estado de vigília:


as percepções se fazem com o concurso dos órgãos físicos;
os estímulos exteriores são selecionados pelos sentidos;
são transmitidos ao cérebro pelas vias nervosas;
no cérebro físico, são gravados para serem reproduzidos pela memória biológica a cada evocação.

Quando dormimos:


cessam as atividades físicas, motoras e sensoriais;
o Espírito liberto age e sua memória perispiritual registra os fatos sem que estes cheguem ao cérebro físico;
tudo é percebido diretamente pelo Espírito;
excepcionalmente, por via retrógrada, as percepções da alma poderão repercutir no cérebro físico;
quando lembramos, dizemos que sonhamos.

Conclusão


A análise dos sonhos pode nos trazer informações valiosas para nosso auto-descobrimento. Contudo, devemos nos precaver contra as interpretações pelas imagens e lembranças esparsas. Há sempre um forte conteúdo simbólico em nossas percepções psíquicas que, normalmente nos chegam acompanhadas de emoções e sentimentos.

Se, ao despertarmos, nos sentirmos envolvidos por emoções boas, agradáveis, vivenciamos uma experiência positiva durante o sono físico.

Ao contrário, se as emoções são negativas, nos vinculamos certamente a situações e Espíritos inferiores.

Daí a necessidade de adequarmos nossas vidas aos preceitos espíritas, vivenciando o amor, o perdão, a abnegação, habituando-nos à prece, à meditação antes de dormir, para nos ligarmos a valores bons e sintonia superior. Assim, teremos um sono reparador e sonhos construtivos.


Central Espírita Brasileira
SONO & SONHOS - AME / PROGEM

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Evocação do Natal


O maior de todos os conquistadores, na face da Terra, conhecia, de antemão, as dificuldades do campo em que lhe cabia operar.

Estava certo de que entre as criaturas humanas não encontraria lugar para nascer, à vista do egoísmo que lhes trancava os corações; no entanto, buscou-as, espontâneo, asilando-se no casebre dos animais.

Sabia que os doutores da Lei ouvi-lo-iam indiferentes, com respeito aos ensinamentos da vida eterna de que se fazia portador; contudo, entregou-lhes, confiante, a Divina Palavra.

Não desconhecia que contava simplesmente com homens frágeis e iletrados para a divulgação dos princípios redentores que lhe vibravam na plataforma sublime, a abraçou-os tais quais eram.

Reconhecia que as tribunas da glória cultural de seu tempo se lhe mantinham cerradas, mas transmitiu as boas novas do Reino da Luz à multidão dos necessitados, inscrevendo-as na alma do povo.

Não ignorava que o mal lhe agrediria as mãos generosas pelo bem que espalhava; entretanto, não deixou de suportar a ingratidão e a crueldade, com brandura e entendimento.

Permanecia convicto de que as noções de verdade e amor que veiculava levantariam contra ele as matilhas da perseguição e do ódio; todavia, não desertou do apostolado, aceitando, sem queixa, o suplício da cruz com que lhe sufocavam a voz.

É por isso que o Natal não é apenas a promessa da fraternidade e da paz que se renova alegremente, entre os homens, mas, acima de tudo, é a reiterada mensagem do Cristo que nos induz a servir sempre, compreendendo que o mundo pode mostrar deficiências e imperfeições, trevas e chagas, mas que é nosso dever amá-lo e ajuda-lo mesmo assim.


Emmanuel

Do livro Antologia Mediúnica do Natal, de Francisco Cândido Xavier, por Espíritos Diversos

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

O Retrato de Emmanuel


Foi feito um retrato do espírito Emmanuel pelo pintor mineiro Delpino Filho. Chico Xavier informou que o espírito não “posou” para o pintor. Na verdade, o artista foi auxiliado por um pintor desencarnado, que era amigo de Emmanuel. O médium afirmou que o retrato produzido é fiel ao benfeitor, quando na personalidade do senador romano Públio Lentulus Cornelius. O único detalhe que poderia ser corrigido no retrato se refere aos lábios, que são na realidade mais estreitos e masculinos. A pintura original se encontra na sede do Grupo Espírita Luiz Gonzaga, em Pedro Leopoldo, numa sala de preces, feita no quarto onde Chico nasceu, em 1910.



Fonte: Casa de Chico Xavier

Imagem: Retrato de Emmanuel por Delpino Filho

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Pensamentos Nobres


Uma coletânea de frases extraídas das mensagens do Espírito Emmanuel.


"A maior revelação de teu amor aparece brilhando quando permites que o Cristo em ti e contigo possa amar e servir aos outros sem procurar saber quem são e como são."

Do livro: "Recados do Além"


"Cada homem é uma casa espiritual que deve estar, por deliberação e esforço do morador, em contínua modificação para melhor."

Do livro "Vinha de Luz"


"Se, na ordem divina, cada árvore produz segundo a sua espécie, no trabalho cristão, cada discípulo contribuirá conforme sua posição evolutiva."

Do livro "Caminho, Verdade e Vida"


"Só uma lei existe e sobreviverá aos escombros da inquietação do homem — a lei do amor, instituída por meu Pai, desde o princípio da Criação …"

Do livro "Há 2000 anos"


“Toda crise é fonte sublime de espírito renovador para os que sabem ter esperança.”

Do livro "Vinha de Luz"


"Seja a tua palavra clarão que ampare, chama que aquece, apoio que escore e bálsamo que restaure."

Do livro "Alma e Coração"


“Nosso corpo espiritual, em qualquer parte, refletirá a luz ou a treva, o céu ou o inferno que trazemos em nós mesmos”.

Do livro "Roteiro"


“O pão do corpo é uma esmola pela qual sempre receberá a justa recompensa, mas o sorriso amigo, é uma bênção para a eternidade”.

Do livro "Pão Nosso"


"Cada golpe desferido na alma é renovação que aparece, cada espinho que se nos enterra na carne do sonho é flor de verdade a enriquecer-nos o futuro, cada lágrima, vertida nos alimpa a visão!..."

Do livro "Caminho Espírita"


"O campo oferece um momento próprio à semeadura e a semente possui o seu dia de germinação, como a árvore que atingirá a época adequada de frutificação."

Do livro "Coletâneas do Além"


"Guarda a certeza de que tudo quanto sintas e penses, fales e realizes é substância real de tua mensagem às criaturas e é claramente pelo que fazes às criaturas que a lei de causa e efeito, na Terra ou noutros mundos, te responde, em zelando por ti."

Do livro "Caminho Espírita"


"Para extinguir a chaga da ignorância, que acalenta a miséria; para dissipar a sombra da cobiça, que gera a ilusão; para exterminar o monstro do egoísmo, que promove a guerra; para anular o verme do desespero, que promove a loucura, e para remover o charco do crime, que carreia o infortúnio, o único remédio eficiente é o Evangelho de Jesus no coração humano."

Do livro "O Espírito da Verdade"


"A mente é o espelho da vida em toda parte."

Do livro "Pensamento e Vida"


"Ainda mesmo em lágrimas, lê, sem revolta, no livro do coração, as páginas de dor que te imponham, ofertando-lhes por resposta as equações do amor puro, em forma de tolerância e bondade, auxílio e compreensão."

Do livro "Luz no Lar"


"Nem todos somos heróis, mas todos podemos ser sinceros, justos e bons."

Do livro "Caminho Espírita"


"Viver de qualquer modo é de todos, mas viver em paz consigo mesmo é serviço de poucos."

Do livro "Fonte Viva"


"No entrechoque das paixões e das sombras, a missão espírita há de ser equilíbrio que sane a perturbação e luz que vença as trevas."

Do livro "Mãos Unidas".

domingo, 18 de dezembro de 2011

Mensagem da Semana


Ouça a Mensagem



Tesouros da Alma


Ensinaste paciência, amparando inúmeros ouvintes, no entanto, se em teus dias de provação tombaste na sombra da inconformidade e da rebeldia, debalde te reportaste aos lauréis da serenidade e da tolerância, em se tratando de ti.

Destacaste o valor das dificuldades, nas trilhas do mundo, induzindo muita gente à aceitação dos próprios deveres, todavia, se, à frente dos obstáculos que te obscureceram a senda, entraste em amargura e desesperação, não te valeram as teorias esposadas, em matéria de paz e compreensão.

Hipotecaste afeto aos seres queridos, propiciando-lhes alegrias e bênçãos, mas se nos dias de separação e mudança, caíste em desânimo e revolta, o amor autêntico ainda não te habita os domínios do ser.

Exaltaste a fé, sustentando legiões de companheiros da Humanidade, entretanto, se, em teu próprio tempo de aflição, te desnorteaste nos cipoais da desorientação e da dúvida, o estado de confiança na Divina Providência te haverá sido mero ensaio, a longa distância da sublime realização.

Ensina e ajuda sempre, a benefício dos semelhantes, porquanto instruir e reconfortar constituem preciosos investimentos na Contabilidade do Universo, garantindo-te altos rendimentos na estrada a percorrer.

Certifica-te, porém, que se as vicissitudes da Terra te furtam os valores do espírito e ainda te vês sem calma nas tribulações; sem entendimento na angústia; sem ternura pelos entes amados, quando chega a hora de crise em tuas construções afetivas; e sem apoio íntimo, nos momentos de aflição, isso é sinal de que ainda não reténs contigo semelhantes talentos, de vez que, em verdade, só possuímos os tesouros da alma que foram tremendamente sacudidos pelos sofrimentos da vida e ficaram em nós no tempo do coração.


Emmanuel

Do livro Passos da Vida, de Francisco Cândido Xavier, por Espíritos diversos.

sábado, 17 de dezembro de 2011

Especial - Música Espírita : Emmanuel - Flávio Venturini e Milton Nascimento

Uma belíssima homenagem ao Espírito Emmanuel sob forma de música. Emmanuel, canção de autoria dos compositores Michel Colombier e Murilo Antunes, cantada nas vozes de Flávio Venturini e Milton Nascimento.




Emmanuel - Michel Colombier e Murilo Antunes
Interpretação: Milton Nascimento e Flávio Venturini
Edição: André Gandolfo.


Emmanuel


Eu não tenho asas para voar
Nem sonho nada que não seja de sonhar
Sou um homem simples que nasceu
Das entranhas de um ato de amor
Seria primavera feliz
Se a voz dos homens entoasse a paz
Se o dom dos homens fosse a arte de amar
Se a luz dos homens
Fosse Emmanuel

Michel Colombier e Murilo Antunes

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Poder do Pensamento



Mente Humana



Por Sérgio Biagi Gregório

O objetivo deste estudo é refletirmos sobre os nossos sentimentos de amor e de ódio, de piedade e de inveja, de alegria e de tristeza etc., no sentido de tomarmos consciência de nossos estados mentais e, com isso, melhorarmos o nosso relacionamento em sociedade.

Conceito de Mente

Embora a Psicologia tenha sido tradicionalmente definida como a ciência que lida com as atividades mentais, não existe uma definição da mente aceite por todos. Uma mão-cheia de auscultações de opiniões de vários psicólogos dará como resultado o mesmo número de diferentes definições. Apesar disso, um grande número — a maioria — associará a mente aos processos de percepção, pensamento, recordação e comportamento inteligente. (Chaplin, 1981)

Histórico

A mente (mind em inglês), no processo histórico, pode ser analisada em termos da relação entre o Espírito e a Matéria. Assim, temos a mente como matéria, a mente como imaterial, o imaterialismo e a teoria neutra.

A mente como matéria. A principal argumentação do Materialismo é que nada existe além da matéria e das suas propriedades. Tales de Mileto, há 2500 anos, falava-nos das quatro substâncias em que tudo se originava: a água, o ar, o fogo e a terra. Anaxágoras definiu o Nous (Mind) como "a mais pura e refinada de todas as coisas" que ocupa lugar no espaço.

A mente como imaterial. Platão foi o primeiro a defender explicitamente a doutrina de que a mente é inteiramente não material — sem as definições das propriedades da matéria como tamanho, forma ou impenetrabilidade. Platão usou a palavra psyche (traduzida como "alma")

O imaterialismo. Alguns filósofos adotaram a doutrina do imaterialismo, chamada assim por Berkeley, um dos clássicos empiristas britânicos, em que na sua visão tudo o que existe é mental. Adota o modelo da Mente divina e a multiplicidade de mentes finitas em que inclui todos os homens. O idealismo de Kant e de Hegel são classificados como um tipo de imaterialismo.

Teorias neutras. Há um outro tipo de abordagem em que nem a visão material nem a visão mental é realmente fundamental. Cada uma é um aspecto da realidade que não é nem mental nem física mas neutra entre ambas. Há muitas variantes de tal visão. Entre tais pensadores estão Hume, Spinosa, William James etc. (Enciclopédia Brittanica)

Mente Versus Cérebro

O Cérebro


O cérebro é apenas uma parte do sistema nervoso central – embora seja a mais complexa. Consiste de uma massa de tecidos nervosos que ocupa a maior parte do crânio e que desempenha, entre outras funções, a do raciocínio e a da linguagem. Tem a forma de um ovóide com a porção mais alargada voltada para trás. Pesa em média 1.100 gramas. O lado esquerdo do cérebro comanda o lado direito do corpo e o lado direito do cérebro comanda o lado esquerdo do corpo. O lado esquerdo do cérebro é lógico enquanto o lado direito é intuitivo.

O cérebro, de acordo com o Espírito André Luiz, em No Mundo Maior, pode ser descrito como um castelo de três andares. O 1.º andar – subconsciente – é a "residência de nossos impulsos automáticos", simbolizando o sumário vivo dos serviços realizados. O 2.º andar – consciente – é o "domínio das conquistas atuais", onde se erguem e se consolidam as qualidades nobres que estamos edificando. O 3.º andar – superconsciente – é a "casa das noções superiores", indicando as eminências de que nos cumpre atingir. Para que nossa mente prossiga na direção do alto, é indispensável o equilíbrio destas três zonas de nosso cérebro. (Xavier, 1977, p. 47)

Mente

Enquanto a Psicologia movimentar apenas os materiais da ciência humana não conseguirá penetrar no âmago da mente humana — as causas —, permanecendo, assim, na superfície dos efeitos. De acordo com o Espírito Emmanuel, somente o Espiritismo poderá lhe oferecer os meios necessários para esse aprofundamento e compreensão da dimensão espiritual do homem.

O Espírito André Luiz, em No Mundo Maior, amplia-nos o conceito de mente, dizendo-nos: "A mente é a orientadora desse universo microscópio (o cérebro), em que bilhões de corpúsculos e energias multiformes se consagram a seu serviço. Dela emanam as correntes da vontade, determinando vasta rede de estímulos, reagindo ante as exigências da paisagem externa, ou atendendo às sugestões das zonas interiores. Colocada entre o objetivo e o subjetivo, é obrigada pela Divina Lei a aprender, verificar, escolher, repelir, aceitar, recolher, guardar, enriquecer-se, iluminar-se, progredir sempre. Do plano objetivo, recebe-lhe os atritos e as influências da luta direta; da esfera subjetiva, absorve-lhe a inspiração, mais ou menos intensa, das inteligências desencarnadas ou encarnadas que lhe são afins, e os resultados das criações mentais que lhe são peculiares. Ainda que permaneça aparentemente estacionária, a mente prossegue o seu caminho, sem recuos, sob a indefectível atuação das forças visíveis ou das invisíveis". (Xavier, 1977, p. 55 e 56)

No âmbito da Doutrina Espírita, o cérebro é o centro das ondulações da mente. Ele funciona como um intermediário das oscilações da vontade, da perseverança, das emoções e das inspirações. Há, contudo, uma dificuldade, ou seja, de achar a fronteira em que termina o cérebro material e entra o espírito.

Relação Mente-Cérebro

A glândula pineal ou epífise, um minúsculo cone de células nervosas situado acima da raiz do cérebro, é o elemento de ligação com o mundo espiritual. De acordo com André Luiz em Missionários da Luz, no exercício mediúnico de qualquer modalidade, a epífise desempenha o papel mais importante. Através de suas forças equilibradas, a mente humana intensifica o poder de emissão e de recepção de raios peculiares à nossa esfera. É nela, na epífise, que reside o sentido novo dos homens; entretanto, na grande maioria deles, a potência divina dorme embrionária. (Xavier, 1970, cap. 2)

Estados Mentais


Os estados mentais, a curto prazo, nada mais são do que os diversos tipos de humor pelos quais passamos num mesmo dia. Se nos observarmos com atenção, distinguiremos os momentos de tristeza e de alegria, de receio e de coragem, de dor e de prazer, de queda e de júbilo.

Usina Mental

Associação de Idéias


O fenômeno de associação de idéias é inerente à mente humana. Dado um estímulo atual (imagem ou idéia ) há evocação de uma imagem ou idéia anterior. Por exemplo: à palavra perfume, podemos associar flor, jardim, felicidade etc.

O encadeamento de idéias não é um ato automático. Ele depende de um estado subjetivo, como por exemplo, da vivacidade do espírito, do estoque de conhecimentos adquiridos, e da qualidade de memória de cada um de nós.

O Espírito André Luiz diz-nos que "Emitindo uma idéia, passamos a refletir as que se lhe assemelham, idéia essa que para logo se corporifica, com intensidade correspondente à nossa insistência em sustentá-la, mantendo-nos, assim, espontaneamente em comunicação com todos os que nos esposem o modo de sentir". (Xavier, 1977, p. 48)

Reflexão de Idéias


O fenômeno de reflexão de idéias caracteriza-se pela volta da mente sobre o conteúdo de uma mesma idéia. É por isso que o fluxo energético de nosso pensamento acaba levando-nos para os caminhos que desejamos percorrer. De tanto refletir sobre o mesmo teor de idéias ou imagens, forma uma espécie de campo mental que nos leva para a concretização de nosso desejos. Muitas vezes parece que não alcançamos o que desejamos. É preciso ver se a demora não é um auxílio de Deus, que ou está nos preparando para o efeito ou está nos livrando de um mal maior.

Talvez não percebamos de pronto, mas cada um se dá por aquilo que se troca. Se estivermos nos trocando por bagatelas, elas virão ao nosso encontro. Se estivermos nos trocando por questões superiores do espirito, elas virão ao nosso encontro. É a filosofia encontrada na frase" "A semeadura é livre, mas a colheita obrigatória"

A Imaginação

Damos o nome de imaginação à faculdade de se representar ou de combinar imagens de objetos ausentes, reais ou possíveis. Pela imaginação, podemos, não só evocar coisas anteriormente percebidas, como também inventar ou criar, em nosso espírito, coisas que, na realidade, não existem.

A imaginação tem um valor considerável em todas as formas de atividade humana. Sua influência se faz sentir, imperiosamente, em todas as ações do homem, mesmo naquelas, na aparência, desprovidas de contribuição imaginativa, como o trabalho manual ou as ocupações comerciais e industriais.

Na arte e na literatura, seu valor é imenso, pois é ela que cria a ficção, concebe o ideal, e dá vida; na ciência, ajuda nas hipóteses.

Atitude Mental

O Reino de Deus está dentro de ti


Nosso impulso instintivo é culpar os outros pelos nossos fracassos. Porém, se tomarmos a iniciativa de nos culparmos primeiro, muito ganharemos com isso. Nesse sentido, quando dizemos que o reino de Deus está dentro de nós, queremos dizer que o exterior reflete o interior, pois só podemos expressar aquilo que carregamos conosco. Convém, assim, não subestimarmos as nossas capacidades, porque operando conforme a Lei Divina, o êxito tornar-se-á uma evidência matemática. É que atraímos para nós o que está dentro de nós, aquilo que estivermos arquitetando em nossa mente.

Perdão como Lei Científica do Equilíbrio Mental

Os que não perdoam guardam o rancor dentro de seus corações. Nesse estado de espírito, ofendido e ofensor ficam ligados pelos pensamentos sombrios: ódio, vingança, malquerença etc. Quando, porém, predispomo-nos não só a perdoar como também a esquecer, libertamo-nos do nosso ofensor, e abrimos caminho para os horizontes mais vastos da transcendência de nosso espírito imortal.

Jesus disse que deveríamos perdoar não sete, mas setenta vezes sete vezes. Com esta frase ele quis dizer que o exercício do perdão não tem limites, ou seja, sempre que o motivo da injúria ou da ofensa nos visitar a mente, devemos enviar ao ofensor vibrações de paz e harmonia como um contra fluxo aos pensamentos sombrios. O exemplo de Gandhi é muito sugestivo: indagado sobre o perdão, dissera que nunca havia perdoado, porque nunca recebera ofensa de quem quer que seja.

Complexo de Inferioridade


Um complexo é um sentimento arraigado em nosso subconsciente. De tanto as expectativas darem resultados contrários, acabamos pensando que a próxima tentativa também vai dar errado. A repetição das respostas negativas cria em nosso subconsciente o complexo de inferioridade. O complexo de inferioridade é um complexo que existe em quatro quintos da população. Não podemos estar livre dele, mas podemos administrá-lo sob o influxo de nossa energia mental: enaltecer nossa alto estima, nossos valores, nossas responsabilidades etc. (Custer, 1962)

Esforço e Vontade


Esforço - do it. sforzo é o modo de atividade de um ser consciente que procura ultrapassar uma resistência quer exterior, quer interior. Em Filosofia, fala-se do esforço do pensamento, único instrumento que dispõe o filósofo em sua atividade intelectual com o fim de vencer os obstáculos, as razões das coisas, para alcançar o pleno esclarecimento, que é o saber.

O esforço pertence essencialmente ao ser consciente. Num sentido amplo, o esforço fundamenta-se na realização plena do bem. O bem, por sua vez, é a atualização das virtualidades do ser. Nesse sentido, a coragem de não nos desviarmos do nosso próprio caminho na vida, adquire valor transcendental. É que toda a nossa energia interior alocada na concretização de nossa vocação produz frutos sazonados, tanto para nós como para aqueles que convivem conosco.

Conclusão

Estejamos constantemente enviando à nossa mente pensamentos de paz, de serenidade e de tranqüilidade. No tempo oportuno, eles nos servirão de anteparo aos influxos das idéias menos edificantes.


BIBLIOGRAFIA CONSULTADA

CHAPLIN, J. P. Dicionário de Psicologia. Lisboa, Dom Quixote, 1981.
CUSTER, D. La Mente en las Relaciones Humanas. Mexico, Editorial Continental, 1962.
Encyclopaedia Britannica
XAVIER, F. C. Mecanismos da Mediunidade, pelo Espírito André Luiz. 8. ed., Rio de Janeiro, FEB, 1977.
XAVIER, F. C. Missionários da Luz, pelo Espírito André Luiz. 8. ed., Rio de Janeiro, FEB, 1970.
XAVIER, F. C. No Mundo Maior, pelo Espírito André Luiz. 7. ed., Rio de Janeiro, FEB, 1977.


São Paulo, junho de 2000

Fonte: Ceismael

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Extra (Agenda de Eventos) : Campanhas Solidárias


Ceará/ Fortaleza


Bazar solidário em prol do GEEON


Durante os dias 16 e 18 de dezembro, o Maraponga Mart Moda reunirá 16 de suas marcas no Bazar Moda do Bem. Seguindo a tendência deste período pré-natal, quando várias ações solidárias acontecem pela cidade, este será o primeiro Bazar beneficente realizado pelo shopping atacadista. A renda do evento será destinada ao Grupo de Educação e Estudos Oncológicos (GEEON), instituição que atua na implementação de ações efetivas na prevenção e controle do câncer, além de oferecer serviços de diagnóstico por imagem para a comunidade.

O GEEON, que vem atuando na área de oncologia há mais de dezessete anos, é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – OSCIP. O Grupo tem Certificado registrado no MJ nº 08015.011.369/2003/41, em 18/09/2003, publicado no Diário Oficial da União, em 17/09/2003, sendo fundado oficialmente em 21/08/1992, como entidade civil com personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, com reconhecimento de Utilidade Pública pela Assembleia Legislativa do Estado do Ceará.

Preocupada com a formação médica responsável e cidadã, a entidade atua desde a graduação, através de eventos técnico-científicos e propondo discussões e realizando projetos de pesquisa, bem como em seu nível de pós-graduação, comprovado pelo I Curso de Especialização em Mastologia e a coordenação comum do Serviço de Mastologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará – Hospital Universitário Walter Cantídio. Atende em média 80 novas pacientes com o câncer de mama por ano, recebendo pacientes do Serviço de Ginecologia do próprio Hospital, além de pacientes triados pelas mais diversas unidades de saúde da capital e do interior do estado.

O GEEON realiza, em parceria com órgãos governamentais e empresas privadas, diversas campanhas preventivas e eventos formadores, além de prestar assessoria a empresas e escolas públicas e privadas na forma de cursos básicos de oncologia, palestras, seminários e jornadas, bem como pelo fornecimento de material informativo em prol da luta contra o câncer.

Bazar do Bem

As marcas participantes do Bazar Moda do Bem prometem oferecer descontos de até 70% nas peças vendidas. A programação acontecerá no Lounge Lino Villa Ventura, com a organização das lojas em estandes individuais. A facilidade em repor o estoque, devido ao fato de todas as marcas terem loja no local, vai assegurar uma variedade de peças ao público visitante, que poderá garantir as compras natalinas com qualidade e economia. Para aumentar o conforto dos clientes, os pagamentos poderão ser feitos em dinheiro ou cartão de crédito.

Marcas participantes: Areka Calçados, Famel, Cardigan, Kokid, Chica Fulô, Diuncorpo, MR2, INFANTEEN, HANDARA, Gogh Jeans, ANNE, Quezoa, Boana, ZIGNUM, Pahilly, D’Metal

Serviço:

Bazar Moda do Bem
Local: Shopping Maraponga Mart Moda (Rua Francisco Glicério, 590)
Data: 16 a 18 de dezembro
Informações: (85) 34952122 ou www.bazarmodadobem.com.br

Com informações da AD2M Engenharia de Comunicação
Sugestão de pauta: Agência da Boa Notícia


Fonte: Agência da Boa Notícia, 14/12/2011

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

O Essencial


O essencial não será tanto o que reténs.
É o que dás de ti mesmo e a maneira como dás.
Não é o tanto o que recebes.
É o que distribuis e como distribuis.
Não é o tanto o que colhes.
É o que semeias e para que semeias.
Não é o tanto o que esperas.
É o que realizas.
Não é o tanto o que rogas.
É o que aceitas.
Não é o tanto o que reclamas.
É o que suportas e como suportas.
Não é tanto o que falas.
É o que sentes e como sentes.
Não é o tanto o que perguntas.
É o que aprendes e para que aprendes.
Não é o tanto o que aconselhas.
É o que exemplificas.
Não é tanto o que ensinas.
É o que fazes e como fazes.

Em suma, na vida do espírito, - a única vida verdadeira, - o essencial não é o que parece. O essencial será sempre aquilo que é.


Emmanuel

Do livro Caminho Espírita, de Francisco Cândido Xavier por Espíritos diversos.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Emmanuel, por Chico Xavier


Lembro-me de que, em 1931, numa de nossas reuniões habituais, vi a meu lado, pela primeira vez, o bondoso Espírito Emmanuel.

Eu psicografava, naquela época, as produções do primeiro livro mediúnico, recebido através de minhas humildes faculdades e experimentava os sintomas de grave moléstia dos olhos.

Via-lhe os traços fisionômicos de homem idoso, sentindo minha alma envolvida na suavidade de sua presença, mas o que mais me impressionava era que a generosa entidade se fazia visível para mim, dentro de reflexos luminosos que tinham a forma de uma cruz. Às minhas perguntas naturais, respondeu, o bondoso guia: — “Descansa! Quando te sentires mais forte, pretendo colaborar igualmente na difusão da filosofia espiritualista. Tenho seguido sempre os teus passos e só hoje me vês, na tua existência de agora, mas os nossos espíritos se encontram unidos pelos laços mais santos da vida e o sentimento afetivo que me impele para o teu coração tem suas raízes na noite profunda dos séculos..."

Essa afirmativa foi para mim imenso consolo e, desde essa época, sinto constantemente a presença desse amigo invisível que, dirigindo as minhas atividades mediúnicas, está sempre ao nosso lado, em todas as horas difíceis, ajudando-nos a raciocinar melhor, no caminho da existência terrestre. A sua promessa de colaborar na difusão da consoladora Doutrina dos Espíritos tem sido cumprida integralmente. Desde 1933, Emmanuel tem produzido, por meu intermédio, as mais variadas páginas sobre os mais variados assuntos. Solicitado por confrades nossos para se pronunciar sobre esta ou aquela questão, noto-lhe sempre o mais alto grau de tolerância, afabilidade e doçura, tratando sempre todos os problemas com o máximo respeito pela liberdade e pelas ideias dos outros. Convidado a identificar-se, várias vezes, esquivou-se delicadamente, alegando razões particulares e respeitáveis, afirmando, porém, ter sido, na sua última passagem pelo planeta, padre católico, desencarnado no Brasil. Levando as suas dissertações ao passado longínquo, afirma ter vivido ao tempo de Jesus, quando então se chamou Públio Lêntulus. E de fato, Emmanuel, em todas as circunstâncias, tem dado a quantos o procuram o testemunho de grande experiência e de grande cultura.

Para mim, tem sido ele de incansável dedicação. Junto do Espírito bondoso daquela que foi minha mãe na Terra, sua assistência tem sido um apoio para o meu coração nas lutas penosas de cada dia.

Muitas vezes, quando me coloco em relação com as lembranças de minhas vidas passadas e quando sensações angustiosas me prendem o coração, sinto-lhe a palavra amiga e confortadora. Emmanuel leva-me, então, às eras mortas e explica-me os grandes e pequenos porquês das atribulações de cada instante. Recebo, invariavelmente, com a sua assistência, um conforto indescritível, e assim é que renovo minhas energias para a tarefa espinhosa da mediunidade, em que somos ainda tão incompreendidos.


Francisco Cândido Xavier

Pedro Leopoldo - Minas Gerais, 16 de Setembro de 1937.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Atualidades Espíritas


A Transição Planetária

Dois olhares sobre a transformação planetária que já se opera na terra.


Advento do Mundo de Regeneração


Por Richard Simonetti


1 - Como poderíamos definir a diferença entre Mundo de Provas e Expiações, estágio atual da Terra, e Mundo de Regeneração, o próximo estágio?

Mal comparando, diríamos que nos Mundos de Provas e Expiações o egoísmo predominante, resquício da animalidade primitiva, é o elemento gerador de todos os males. No Mundo de Regeneração, consciências despertas para esse problema estarão empenhadas em superá-lo.

2 - Então no Mundo de Regeneração ainda prevalece o mal?

Prevalece a consciência de que é preciso vencê-lo com o empenho do Bem. Equivale a dizer que o mal nesses planetas não tem receptividade nos corações e tende a desaparecer.

3 - Fala-se que a promoção de nosso planeta para Mundo de Regeneração ocorrerá neste milênio, provavelmente nos próximos séculos. Não estamos diante de um otimismo ingênuo, considerando os graves problemas humanos, envolvendo crimes, guerras, vícios, violência urbana, terrorismo, a evidenciar que a maldade ainda impera?

Há muita gente envolvida com o mal, por ignorância. Estes serão renovados no desdobramento de suas experiências, particularmente com a mestra dor, em reencarnações regeneradoras. O problema está naqueles que constituem uma minoria barulhenta, com o mal entranhado em seus corações. Esses serão expurgados, quando chegar a hora.

4 - Tipo Bin Laden?

Sim, todos aqueles que se comprazem com a violência, o vício, o crime, sem a mínima sensibilidade em relação aos males que causam, aos sofrimentos que impõem aos seus irmãos.

5 - Para onde irão os Espíritos degredados?

Provavelmente para Mundos Primitivos, em posição inferior à Terra, conforme a escala apresentada por Kardec, em O Evangelho segundo o Espiritismo.

6 - Isso não contraria o princípio doutrinário de que o Espírito pode estacionar, mas jamais retrograda?

Um homem civilizado condenado a viver entre aborígines não sofre nenhuma perda em relação à sua inteligência, cultura e conhecimentos, que, inclusive lhe serão úteis na nova situação, embora as limitações a que estará sujeito. O mesmo acontece com o Espírito degredado em planeta inferior.

7 - Não irá um Espírito intelectualmente evoluído, mas moralmente atrasado, causar embaraços aos habitantes desse mundo?

Não tanto quanto os benefícios que essa convivência ensejará. Os degredados estarão mais ou menos no mesmo estágio moral, mas superiores no estágio intelectual, favorecendo o progresso de seus hospedeiros, em cujo seio reencarnarão.

8 - E ficarão para sempre por lá?

Segundo Emmanuel, somos todos tutelados do Cristo, o governador espiritual de nosso planeta, compondo uma imensa família, de perto de vinte e cinco bilhões de Espíritos. Natural, portanto, que após superarem sua rebeldia e resgatarem seus débitos, ajustando-se às leis divinas, retornem os degredados ao convívio humano, o que poderá demandar milênios, mas forçosamente acontecerá. Como ensina Jesus, das ovelhas confiadas por Deus aos seus cuidados, nenhuma se perderá.


* Coluna originalmente publicada na Revista Internacional de Espiritismo, Janeiro de 2005.


A Terra e o Futuro


Por Raul Franzolin Neto


Com as constantes modificações que observamos no nosso planeta nos dias de hoje e com as informações já fornecidas pela espiritualidade, há espaço para reflexão sobre futuro da humanidade na Terra. Uma discussão desse tipo nos parece importante, tendo em vista a necessidade da pratica da reflexão em nossa vida para podermos seguir nessa jornada da melhor maneira possível, evitando sofrimentos desnecessários e contemplando a felicidade que a vida nos pode fornecer.

Já no tempo da codificação, os amigos espirituais de planos maiores incumbidos da missão, "Terra Regenerada", nos informaram da decisão Divina em promover a evolução da Terra como planeta Expiatório para Regenerado. Isso implica, evidentemente, numa condição mais feliz de vida para a humanidade futura. Como o próprio termo diz, expiação implica na necessidade de reencarnações reparatórias de erros cometidos em vidas anteriores e, consequentemente, o sofrimento encontra-se presente fortemente nesse sistema de vida. Regeneração significa um passo adiante na escala evolutiva; uma fase de transição rumo a felicidade eterna. Regenerar demonstra o arrependimento e a recuperação de muitos erros com o estabelecimento da harmonia evolutiva e, portanto, um estagio mais feliz de vida individual e em comunidade.

Nessa importante missão, o plano espiritual nos informou que o Brasil foi o pais escolhido como polo centralizador do movimento transformatório. O projeto Terra Regenerada, certamente implica em etapas devidamente planejadas com a participação de pessoas atuando em todas as áreas do conhecimento humano e em todos os pontos do planeta, assim como em outros planos espirituais. Tudo está sendo coordenado pela Espiritualidade Maior, responsável pelo desenvolvimento da vida na Terra em contexto com o Universo.

Muita gente ainda não teve acesso a essas informações ou mesmo não acredita nelas e observa o mundo como decadente. Muitos acreditam na destruição drástica do planeta e na seleção Divina da humanidade entre o céu e o inferno. Tendo em vista a complexidade da vida no planeta, com bilhões de espíritos encarnados e outros tantos em planos espirituais próximos, cada um com a sua individualidade inata e Livre-arbítrio, evidenciamos ainda muita desordem, sofrimentos, injustiças, etc. Mas aonde estão as evidencias do projeto Terra Regenerada?

A primeira delas vamos encontrar no próprio Evangelho, onde Jesus Cristo nos garante que Deus Pai nos enviara, no momento adequado, o Consolador e com ele os anjos santos. Assim, uma plêiade enorme de espíritos superiores trabalharão nesse projeto.

Um projeto dessa natureza não poderia ser realizado de uma hora para outra sem implicações serias na estrutura do planeta e na harmonia do universo. É, portanto, de se esperar que isso se processe gradualmente, dentro das condições naturais do planeta. Mas também há de se pensar num processo não muito demorado, devido aos efeitos marcantes de destruição da natureza provocados por homens sem visão do coletivo e também pela necessidade evolutiva mais rápida daqueles que amam a Terra.

Com essa visão, o projeto básico consistiria numa seleção dos espíritos reencarnantes no planeta. A permissão da reencarnação de somente espíritos com níveis de evolução apropriados a Terra regenerada e de espíritos missionários mais elevados, propiciara mudanças radicais em beneficio de todos, mas infelizmente as custas de grandes sofrimentos, o que não é motivo de desagrado para muitos que compreendem o grande valor desses desafios para a evolução espiritual. Neste caso, devemos observar o bom desenvolvimento espiritual de adultos, jovens e principalmente das crianças de hoje. Porem não pode haver uma regra fixa estabelecida para todos e muitas exceções se efetuam por motivos diversos.

Nesta etapa, como observamos atualmente, grupos de jovens e crianças com desafios cada vez maiores no caminho do bem surgem a todo instante, como movimentos de solidariedade humana, preservação da natureza, contra preconceitos, estabilidade política, contra corrupção, etc. Ações fortes estão sendo encaminhadas em todos os sentidos, não mais a nível local, regional ou de um pais. Há que se pensar no mundo como um só. Surge a globalização econômica e social. Essa integração implicará em modificações acentuadas no modo de vida do planeta. Haverá preocupação com a vida geral em todo o planeta. A preservação do meio ambiente será prioridade global e os países que mais prejudicaram a natureza ao longo dos anos, deverão contribuir mais para a preservação global, sejam ajustando suas atividades econômicas ou contribuindo com recursos financeiros aos países que devem manter a natureza preservando a vida na Terra. O tempo da guerra fria acabou para sempre. Com o tempo se perceberá que o investimento de recursos em armamentos é inútil e desnecessário. Contrariamente, o desarmamento geral será uma pratica de eficiência administrativa sem prejuízo algum, pois haverá desinteresse em conflitos externos devido a convivência amigável em comunidade global, implementado inclusive pela competitividade saudável no trabalho mas com respeito ao próximo.

Um outra etapa importantíssima seria o desenvolvimento de tecnologia avançada capaz de promover a união rápida e eficiente da comunicação em todos os pontos do planeta. Não se pode imaginar nenhuma mudança significativa em qualquer lugar sem a existência de trocas de informações. Uma liderança é tanto mais significativa quanto maior for a sua capacidade de convencimento de pessoas às suas ideias que passam as incorporá-las em seu modo de vida. A informática e a tecnologia estabelecida para o projeto Terra Regenerada. Com o uso da internet as pessoas opinarão globalmente, promovendo mudanças administrativas significativas nos governos de todos os países, pois haverá imensa pressão da própria sociedade mundial nas administrações locais. Podemos visualizar uma mudança radical nas administrações, saindo da esfera individual ou partidária restrita, para uma imensa participação popular, vencendo as opiniões da grande maioria. Para a popularização mundial da informação, deve ser resolvido o problema da linguagem. Porém, já estão em aprimoramento programas de tradução automática que serão auxílios indispensáveis a comunicação de massa internacional.

Diante dessa visão perguntamos: Qual o nosso papel neste planeta? Ajudar esse projeto ou viver nesse contexto? Cabe a cada um descobrir o seu real objetivo no momento. Verificar as suas possibilidades; compreender a sociedade onde vive e ajudá-la a melhorar, quer seja na sua família quer em meio mais amplo. As possibilidades de trabalho são muitas.

O espiritismo fornece um meio seguro para a reflexão, acompanhando a ciência passo a passo e promovendo a construção de um futuro melhor com o fortalecimento de uma fé racional e inabalável. É nessa área que o Brasil cumpre a sua principal missão, ensinando a pratica da caridade e a fraternidade universal a todos os povos com as suas inúmeras instituições beneficentes como hospitais, orfanatos, creches, asilos, grupos e casas espíritas espalhadas por todo o pais. Mas é aqui na internet que esse exemplo de solidariedade e amor a doutrina espírita se espalhará ao planeta com grande rapidez. Doutrina essa que simplesmente coloca o homem em constante meditação sobre a vida. De tudo o que se ouve, cabe a cada um seguir a sua razão, sem preconceitos. A humildade é ponto fundamental no entendimento da verdade da vida e fator que limita o potencial do uso da razão.


Texto extraído do Boletim GEAE, 269 de 02 de dezembro de 1997

domingo, 11 de dezembro de 2011

Mensagem da Semana


Ouça a Mensagem



Cada Dia



Em tempo algum não digas que não pode ser útil.

Faze de Cada dia um poema de fé.

Pode ser a esperança dos que jazem na angústia,

Uma frase de luz ergue os irmãos caídos,

Terás quanto quiseres a prece que abençoa...

Para espalhar o bem basta o apoio de Deus.



Emmanuel.

Do livro Tempo e Nós, de Francisco Cândido Xavier, pelos Espíritos Emmanuel e André Luiz.

^